Sempre é melhor reagir, partir pra outro do que arrastar, arrastar. /CaioF.

Sempre é melhor reagir, partir pra outro do que arrastar, arrastar. /CaioF.

  1. vitalinomarianestuff reblogged this from caiofrases
  2. carolina-medeiros reblogged this from caiofrases
  3. sometimeswithyou reblogged this from caiofrases
  4. taycl reblogged this from caiofrases
  5. alaiscristina18 reblogged this from caiofrases
  6. y0ur-sm1le-b3auty reblogged this from caiofrases
  7. lovemorinha reblogged this from caiofrases
  8. lari-kawaii reblogged this from caiofrases
  9. neveer-be reblogged this from caiofrases
  10. umagarotainvisiivel reblogged this from caiofrases
  11. rcmattos reblogged this from caiofrases
  12. you-can-be-yourself reblogged this from caiofrases
  13. be-the-sunshine-in-your-life reblogged this from caiofrases and added:
    Sempre é melhor reagir, partir pra outro do que arrastar, arrastar.
  14. thayllamaryah reblogged this from caiofrases
  15. girliceheart reblogged this from caiofrases
  16. wanderlust-unusual reblogged this from caiofrases
  17. theworldischangingwithyou reblogged this from caiofrases
  18. happy-sonhadora reblogged this from caiofrases
  19. life-after-yoou reblogged this from caiofrases
  20. welcome-tomylittleword reblogged this from 2drogas
  21. nightofsummer reblogged this from caiofrases
  22. fcintia reblogged this from caiofrases
  23. segredos-de-um-garoto-simples reblogged this from caiofrases and added:
    Somos muito parecidos, de jeitos inteiramente diferentes: somos espantosamente parecidos. E eu acho que é por isso que...
  24. carolina-ee reblogged this from caiofrases


Postado em 8/4/2012 às 12:35

Caio Fernando Loureiro de Abreu nasceu em Santiago em 12 de setembro de 1948 e morreu em Porto Alegre em 25 de fevereiro de 1996 devido a Aids. Foi um jornalista, dramaturgo e escritor brasileiro. Apontado como um dos expoentes de sua geração, a obra de Caio Fernando Abreu, escrita num estilo econômico e bem pessoal, fala de sexo, de medo, de morte e, principalmente, de angustiante solidão.

home
about me
ask
here